Lua de Leite – Por que ela é importante para o seu bebê

Você já conhecia a expressão Lua de Leite? Ela lembra a ideia da Lua de Mel do casal, tudo bem que os tempos mudaram, mas antigamente esse era o momento em que os noivos efetivamente se conheciam.

Então, a Lua de Leite é o período necessário para que a mãe e o bebê se conheçam e aprendam a se relacionar. Um momento apenas dos dois que é fortalecido principalmente na hora da amamentação, mas que pode (e deve) ser cultivado em outras horas do dia.

 

A Lua de Leite é o momento da mãe e do bebê

Lua de Leite

Na Lua de Mel, nem tudo é mil maravilhas. Os antigos falam que durante o primeiro ano de casamento, o casal vive esse período e nesses 365 dias é que os pombinhos descobrem quem cada um é de verdade, manias, crenças, costumes e assim por diante. Assim como todo relacionamento,  existem algumas coisa que devem ser adaptadas e outras  a serem superadas. Então, assim o casal vai aprender a se tornar um.

Da mesma forma é o bebê, que na cabecinha dele, ele ainda é um com a mãe. Conforme a teoria da exterogestação, ele ainda está se adaptando ao ambiente fora da barriga da mãe, sendo ela, sua principal referência.

Como fortalecer o vínculo afetivo na Lua de Leite?

Lua de Leite

Para que a mãe consiga se conectar com o bebê, muitas vezes é preciso ter a mente tranquila e livre dos afazeres domésticos. Sabemos que essas atividades rotineiras podem ser motivos de muito estresse não é mesmo? Louças e roupas por lavar e organizar, casa para limpar e comida para ser feita… até porque a amamentação no pós-parto depende da boa alimentação da mãe.

A mãe deveria ter o momento de se dedicar ao filho. Para que ela possa de fato olhar pra ele, prestar atenção aos seus mínimos detalhes e consequentemente fazer com que o vínculo afetivo se estreite cada vez mais.

Porque a Lua de Leite é importante?

Lua de Leite

Além de estreitar o relacionamento entre mãe e filho, ela é importante porque também ajuda na amamentação. Quando aliado ao contato pele a pele, estimula a liberação do hormônio chamado ocitocina, um dos principais na produção de leite.

Outro fator importante da Lua de Leite é a livre demanda do aleitamento materno, uma mulher que pode vivenciar esse período sem pressões ou críticas vai facilitar a adaptação do bebê e o sucesso na amamentação.

As sete regras da Lua de Leite

  1. Esqueça o relógio, as obrigações e o mundo externo. Você não precisa estar alienada do mundo, mas não precisa respirar as pressões que ele impõe, comparações e etc.
  2. Acione sua rede de apoio para o acolhimento. Esse é um tópico muito importante, conte com a mãe ou a sogra, com alguma amiga íntima, ou até mesmo contrate alguém para te dar um força por pelo menos 40 dias. Para que ela seja respo pelas coisas supérfluas da sua casa, mas que tiram a paz de qualquer uma: louça, roupas, afazeres domésticos no geral!
  3. Fique nua e em contato pele a pele com seu bebê o tempo que você se sentir com vontade de fazer isso. Isso é fundamental para aumentar o vínculo afetivo de vocês, além de dar a sensação prazerosa para o seu bebê de sentir você.
  4. Visitas? Só para os mais íntimos! Você não precisa ignorar as pessoas. Explique para elas, gentilmente que esses 30 dias vocês optaram por não receber visitas pois o bebê é muito frágil e vocês dois ainda estão se adaptando um ao outro.
  5. Permita-se sentir as emoções que fluem nesse momento. Acredite, são e serão muitas. Os hormônios estão enlouquecidos e por vezes você vai se sentir assim.
  6. Confie em si mesma. Você é pode até ser mãe de primeira viagem, mas à medida que os laços entre o  bebê e você aumentam, mais você vai conhecer sua prole.
  7. Confie no seu bebê. Pelo mesmo motivo anterior vocês eram e até o terceiro mês, é assim que o seu bebê ainda vai se sentir. Ele está ligado em você,  mesmo que não precise mais do cordão umbilical para isso.

Aproveite a sua Lua de Leite

A Lua de Leite é um momento maravilhoso para ser vivenciado pelas mulheres. Não é a toa que as antigas falavam da importância do resguardo, de que a mulher não poderia se aborrecer com as coisas da casa e que sempre tinham um apoio para essas horas.

E você, conseguiu vivenciar sua Lua de leite?

Se gostou desse texto, comenta ali 😊

 

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey's Anatomy!