Porque dei bico para a minha filha!!!

Para o meu filho mais velho eu não dei chupeta/bico… Chame como você quiser. Para a minha filha eu resolvi oferecer e insistir no fato de que ela pegasse o bico.

Mas dentro de mim foi uma guerra, porque eu ouvia dizer que a minha filha iria parar de mamar! Eu não queria isso! Ouvi que os seus dentes seriam prejudicados! E eu não queria isso também.

Os julgamentos batendo na porta!!!

Eu sei que esse assunto é polêmico e que as pessoas que apoiam à amamentação em livre demanda condenam o fato de que a criança utilize bico. Os bebês deveriam mamar sempre que tivessem vontade. E eu concordo com isso.

Com o Cauê, eu sofri muito, pois ele mamava durante 30 minutos e de hora em hora. Pensa!!! Eu só tinha 30 minutos livre para descansar… para tomar banho, comer, cuidar de mim, da casa e das coisas que mães tem que fazer. Mal conseguia respirar e ele já estava querendo mamar. O que é ótimo e ele mamou bastante e está crescendo super saudável.

Eu me peguei pensando que eu seria uma péssima mãe se eu oferecesse o bico para ele.

Pensa!!! Mãe de primeira viagem, sem ninguém experiente por perto… Foi difícil! Eu sei que meus peitos não caíram por conta dele mamar de hora em hora durante 30 minutos. A sensação que eu tinha era que o meu leite era insuficiente para sustentá-lo. Não ofereci fórmula, afinal de contas, ele nem tinha um mês de vida direito!

Meu peito doía. Parecia que eu iria ficar sem o bico do peito! Na amamentação ninguém fala isso e eu sofri calada!

Porque eu dei bico para a minha filha!

arquivo-pessoal-mamãe-e-cia-

Eu lutei dentro de mim. Pensei em todos os prós e contras que teria que enfrentar se ela pegasse o bico. Pensei em todas as vezes que eu sofri com a amamentação com o Cauê.
Estavas prestes a desistir. Liguei para uma amiga minha que tinha filhos também e a menina dela usava chupeta. Pedi algumas dicas, respirei fundo e quando ela tinha 15 dias, aprendeu a ficar como bico.

Os benefícios do bico para o bebê

  • Acalmar o bebê;
  • Aliviar a dor;
  • Diminuir a ansiedade do bebê;
  • Confortar o bebê quando está cansado, triste ou frustrado;
  • Obter um padrão de comportamento de autocontrole;
  • Satisfazer a necessidade de sucção do bebê;
  • Prevenir o hábito de sucção de polegar, entre outros.

Desvantagens do bebê chupar bico

  • Prejuízo à amamentação;
  • Otites;
  • Infecções em geral;
  • Problemas dentais;
  • Problemas de fala.

Tem que colocar na balança

arquivo-pessoal-mamãe-e-cia

As minhas fontes para benefícios e desvantagens da utilização da chupeta foram os site: Mãe me quer e Baby Center. Mas cada uma tem a sua experiência. Não questiono as desvantagens apresentadas, pois elas tem base científica para isso.

Mas aqui em casa, confesso que a chupeta foi um grande alívio para quando a Catarina precisava se acalmar. Ela aprendeu a dormir a noite toda mais cedo que o Cauê e isso só para mim, já significa muito, pois eu estava menos cansada durante os dias.

Eu me arrependo de não ter dado chupeta para o Cauê, mas foi na onda dos julgamentos alheios. De qualquer maneira, não adianta mais chorar no leite derramado. Mas também mordia a língua porque eu ficava indignada com quem oferecia bico para as crianças.

Aproveitando o momento!

arquivo-pessoal-mamãe-e-cia--

Toda mãe sabe, que essa hora sempre chega!!!

Desde o início desse ano, quando ela completou dois anos, comecei a ficar realmente preocupada que o bico fosse afetar a dentição dela. Apesar de quem sempre ela utilizou bicos ortodônticos, conversei com duas odontopediatras.

As duas odontopediatras me falaram que o bico era melhor que o dedo, porque o bico podemos negociar com eles, já o dedo não!

E que apartir dos dois anos eu deveria considerar seriamente em tirar o bico dela. Recebi várias sugestões para que fizesse isso.

Quando ela começou as aulas eu tirei o bico de durante o dia. O bico ficoualgo exclusivo para ser utilizado para dormir e deveria ser guardado debaixo do travesseiro ao acordar.

Lá por abril, eu tentei tirar totalmente o bico da Catarina, mas ela chorava muito e dormia super mal. No terceiro dia devolvi o dito cujo para ela e esperei que outro momento surgisse.

A hora de fazer a Catarina largar a chupeta

Para dormir a Catarina meio que tem um ritual: faz xixi e vai deitar, lá pelas tantas ela pede para fazer cocô. Ela sempre guardava o bico para ir ao banheiro, mas certo domingo ela esqueceu e levou com ela para fazer o n° 2.

Nas suas brincadeiras, bagunças e cantorias enquanto está meditando no vaso, abriu as pernas e o ploft, caiu! Pensa numa menina espantada com o que acabara de acontecer. Ficou super triste!

Tirei ela do vaso e pensei: Esse é o momento! Ecologicamente incorreto… Mas aproveitei, conversei com ela que o bico estava sujo de cocô e que ela não teria mais o bico. Ela me ajudou a puxar a descarga e desde então não chupa mais bico.

Eu quase tive recaídas de comprar um bico novo para ela por diversas vezes, principalmente na primeira semana. Ao contrário da primeira vez que tentei tirar, ela dormiu mal apenas na primeira semana e agora fala tranquilamente do que aconteceu com o bico. Seus amigos na escola ainda usam chupeta e ela fala que o dela caiu no cocô.

Foi mais fácil do que eu esperava… Mas foi dolorido para mim! Porque ela era apegada ao bico e eu fiquei com dózinha várias vezes. Contudo, fico feliz que fui forte e ela aprendeu rapidinho a dormir bem sem o bico, melhor tudo: a noite toda!

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂




Comente