Amamentação nos primeiros dias de vida do bebê

Quando seu bebê nasce é natural que vocês dois precisem de um tempo para se conhecerem. Pode demorar tempo para que ambos se ajustem um ao outro, mas a amamentação nos primeiros dias é fundamental para estreitar o laço entre vocês e também faça com que o bebê experimente todos os benefícios do aleitamento materno. Lembre-se, todas as mulheres são capazes de produzir leite suficiente para o seu bebê.

Prepare-se para amamentar antes do nascimento

É bom descobrir o máximo que puder sobre o aleitamento materno antes que seu bebê nasça. Isso irá ajudá-la a se sentir mais confiante quando começar a amamentar seu bebê.

As aulas pré-natais geralmente cobrem os aspectos mais importantes da amamentação nos primeiros dias, tais como posicionamento e pega correta, normalmente é falado dos problemas comuns de amamentação e como você pode lidar com eles.

Encontre cursos para as gestantes em um local próximo à você, normalmente as maternidade oferecem, vale a pena se informar.

Você também pode conversar sobre aleitamento materno com sua ginecologista, com uma enfermeiras, com mulheres da sua família e amigas, e pode descobrir muitas situações pesquisando na internet com os relatos de amamentação.

Há muitos grupos no Facebook,que abordam especificamente sobre o assunto da amamentação.

Outra recomendação é visite o banco de leite mais próximo da sua cidade,conheça o ambiente e saiba que pode recorrer à ele caso enfrente algumas dificuldades na amamentação.

Contato pele a pele estimula a amamentação nos primeiros dias

amamentação contato pele a pele

Ter contato direto com seu bebê logo após o nascimento ajudará a mantê-los quentes e calmos, e estabilizar a respiração. Pele a pele significa segurar seu bebê nu ou vestido apenas em uma fralda contra sua pele.

Esse tempo de pele a pele com o seu bebê é uma experiência que vai aumentar o elo entre vocês dois e é um hábito incentivado para vocês desfrutarem da Lua de Leite. Também é um ótimo momento para a primeira amamentação do bebê. Se precisar de ajuda, há uma equipe pronta para apoiá-la com posicionamento e pega.

O contato pele a pele é bom a qualquer momento. Isso ajudará a confortar você e seu bebê durante a amamentação nos primeiros dias e as no decorrer das semanas para que vocês se conheçam a medida que o tempo passa e entrem em sincronia.

Se o contato pele a pele for atrasado por algum motivo – por exemplo, se seu bebê precisa passar algum tempo com cuidado especial – não significa que você não poderá desfrutar desse momento ou amamentar seu bebê.

Se necessário, uma enfermeira poderá mostrar como fazer a ordenha manual do leite materno até o bebê estar pronto para ser amamentado. Eles também irão ajudá-lo a ter contato de pele a pele com seu bebê assim que possível.

Pele a pele após uma cesariana

Se o seu bebê nascer por cesariana, você também pode solicitar ter contato pele a pele com seu bebê logo após o nascimento, no seu plano de parto.

Colostro: seu primeiro leite

O líquido que sai dos seus seios nos primeiros dias após o nascimento é chamado de colostro. Geralmente é uma cor dourada. É uma comida muito concentrada, riquíssimo em nutrientes e seu bebê precisará cerca de uma colher de chá a cada vez que ele mamar.

A amamentação nos primeiros dias pode ser até de hora em hora. Pois é comum que o bebê queira se alimentar de tempos em tempo. Isso é normal e a medida que o leite maduro desce, ele sustentará mais o seu filho.

Quanto mais você amamentar, mais a sucção do seu bebê estimulará seu suprimento e mais leite você terá.

A descida do leite materno na amamentação nos primeiros dias

amamentação do bebÊ

A sucção do seu bebê faz com que o leite armazenado em seus seios seja espremidos para os ductos em direção aos seus mamilos. Isso é chamado de reflexo de sucção.

Algumas mulheres conseguem um sentimento de formigamento, o que pode ser bastante forte. Outras já não sentem nada.

Você verá seu bebê responder quando seu leite descer. As suas aspirações rápidas mudarão para rítmicas e profundas à medida que o leite começa a fluir. Os bebês, muitas vezes, pausam após o rápido inicial, sugam enquanto esperam mais leite para ser entregue.

Ocasionalmente, este reflexo de sucção pode ser tão forte que o seu bebê se afoga e tosse. Consulte uma especialista em amamentação para lhe ajudar com relação à isso, ou veja algumas dicas de como doar leite materno.

Se o seu bebê parece estar adormecido antes do estágio de ingestão profunda de alimentos, eles podem não estar devidamente ligados ao peito. Peça a sua parteira, visitante de saúde ou apoiador de amamentação para verificar o posicionamento e o anexo de seu bebê.

Às vezes, você perceberá o seu leite deixando cair em resposta ao seu bebê chorando ou quando você tem um banho quente ou um banho. Isto é normal.

Qual a frequência da amamentação nos primeiros dias deve ser feita?

A frequência para amamentar seu filho varia de um bebê para outro. Sendo bem “curta e grossa” o bebê deve alimentar pelo menos oito vezes ou mais a cada 24 horas durante as primeiras semanas.

É bom alimentar seu bebê sempre que eles estão com fome, um dos sinais pode ser que seu seu seio esteja cheio.

Não existe quantidade mínima nem máxima, ou seja, não existe superdosagem na amamentação!

Sinais de quando o bebê está com fome:

  • ficar inquieto
  • sugar o punho ou os dedos
  • fazer sons murmurantes
  • vire a cabeça e abra a boca (rooteando)
  • É melhor tentar alimentar seu bebê durante estes sinais de fome precoce, pois um bebê chorando é mais difícil de se alimentar.

Como funciona a produção de leite na amamentação nos primeiros dias?

peito cheio amamentação

Cerca de dois a quatro dias após o nascimento, você pode notar que seus seios se tornam mais cheios e mais quentes. Isso é muitas vezes referido como o seu leite “descendo”.

Seu leite variará de acordo com as necessidades do seu bebê. Cada vez que seu bebê se alimenta, seu corpo sabe que fazer mais leite para a próxima amamentação. A quantidade de leite que você faz aumentará ou diminuirá de acordo com a frequência com que o bebê se alimenta.

Nas primeiras semanas, “completar” com leite artificial ou dar ao seu bebê uma chupeta pode diminuir a produção de leite.

Alimente seu bebê em livre demanda por quanto tempo quiserem. Em outras palavras, é a amamentação responsiva, pois você mãe está respondendo às necessidades do seu bebê.

No início, pode parecer que você não está produzindo leite suficiente. Mas gradualmente, você e seu bebê entrarão em um padrão, e a quantidade de leite que você produzirá se estabelecerá.

É importante amamentar à noite, porque é quando você produz mais hormônios (prolactina) para aumentar sua produção de leite materno.

 

Saiba como lidar quando você tem muito leite materno

amamentação nos primeiros dias

Lidar com vazamento nos seios: Às vezes, o leite materno pode escorrer leite materno inesperadamente de seus mamilos. Pressione o calcanhar de sua mão suavemente, mas firmemente em seu peito quando isso acontecer.

Usar almofadas de peito irá impedir que suas roupas se molhem com o leite materno. Lembre-se de mudá-los com frequência para evitar qualquer infecção.

Retirar um pouco de leite também pode ajudar. Apenas retire o suficiente para se sentir confortável, pois não quer superestimar sua produção.

Se seu bebê não se alimentou recentemente, você poderia oferecer-lhes um pouco de leite materno para poder esvaziar seu peito, porque a amamentação também é sobre você estar confortável.

Ajuda e apoio à amamentação

Para obter mais informações sobre como se sentir confortável e certificar-se de que seu bebê está devidamente pegando corretamente o peito, a produção de leite está suficiente e outras dificuldades que podem surgir, vá a um banco de leite materno.

Continue se informando e persistindo, a amamentação é vencida dia a dia. Tem dias que você vai se sentir super motivada e feliz de ser a provedora da alimentação do seu filho. Haverá dias em que você se sentirá cansada e louca para recorrer às fórmulas. Persista e conte com a ajuda de muitas outras mães nesse caminho.

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *