Rotina frenética de uma mãe que trabalha fora

A realidade da maioria das mães que eu conheço é de ser a mãe que trabalha fora. Algumas comentam que é a melhor coisa para elas, pois se realizam nas suas atividades profissionais. Conheço mães que tem seu trabalho que pode ser realizado em casa e elas comentam como precisam ser regradas com suas atividades e não desperdiçar tempo com a casa no horário de trabalho delas. Eu falo que tem um grupo de privilegiadas, aquelas mães que podem estar em casa para cuidar do lar e das crianças.

Mãe que trabalha fora ou não continua sendo mãe!

A mãe que cuida do seu lar

Esse grupo de mães, normalmente, é tido como o grupo que fica em casa “sem fazer nada”. Entretanto, toda mulher que reflita verdadeiramente sabe que a mãe que não trabalha fora tem muitas atividades dentro de seu lar. Com crianças, vocês sabem que é quase impossível manter uma casa limpa e organizada todo santo dia. Meu marido sempre repete uma frase: “Casa sem brinquedo espalhado é casa sem felicidade”.

Muitas dessas mulheres optaram por permanecer em casa após o nascimento dos filhos. Frases como: “Parei de trabalhar para cuidar do meu filho” é bem comum de ouvir das mães que abdicaram da sua carreira profissional.

 Além de terem maior contato com as crianças, consegue acompanhar todo desenvolvimento deles. Mas ao mesmo tempo, algumas sentem saudades de quando tinham um tempo para si mesmas. É um sentimento dúbio que assola os corações de muitas mulheres.

A mãe que trabalha em casa

Elas são mulheres especiais, pois, encontraram uma maneira de conciliar uma fonte de renda com a tarefa de ficar em casa com os filhos, marido e o próprio lar para ser cuidado. Eu acho que essa é uma das tarefas mais complicadas, pois exige muita disciplina por parte da mulher. Estabelecer seu próprio horário de trabalho, cumprir com ele e não se distrair com as tarefas caseiras e os filhos. Admiro profundamente quem consegue!

Acredito que não seja simples e que muitas interrupções devem ocorrer durante o seu horário de trabalho. Filhos e maridos amam interromper, porque eles precisam de nós! 😊

A mãe que trabalha fora

Acho que não existe nenhum cargo de mãe que seja mais fácil que o outro. Todos os modelos de trabalho exigem, uns de uma maneira e outros de outra maneira. Após a 2° Guerra Mundial as mulheres conquistaram o mercado de trabalho e com isso uma certa independência, pois não precisavam pedir $$$ para os maridos. Essa transação foi acontecendo aos poucos e após tantos anos a mulher tem espaço garantido.

As mulheres de hoje em dia, estão priorizando a carreira e ascensão profissional para depois pensar na maternidade. Cinthia Dalpino, mãe da Eva e da Aurora, autora do Mãe at work à respeito desse assunto ela escreveu:Criou-se o mito de que quanto menos as mulheres mostrassem a essência feminina, maiores seriam as chances de crescerem na carreira. Só que essas mulheres tiveram filhos.” Nos filhos estão a verdadeira essência da fragilidade feminina. Quem nunca ouviu “preferia que fosse comigo do que com o meu filho”, ou então “se mexer com meu filho você mexe comigo”. Com relação às nossas crianças somos frágeis, feras, selvagens, protetoras.

Por essa razão, as empresas sabem que se a criança estiver doente a probabilidade da mulher ter que sair para levar as crianças no médico ou ter que faltar por essa razão é mais provável que o pai. Esse é um dos motivos pelo qual as mulheres enfrentam dificuldades preconceituosas no mercado de trabalho.

A rotina frenética da mãe que trabalha fora

mae que trabalha fora

Além disso, o fato da mãe que trabalha fora de casa ainda necessita cuidar do seu lar, filhos, marido e talvez até sobre um tempo para si mesma. Para alegria ou tristeza, as feministas podem ter conquistado diversas coisas, mas ainda somos olhadas com a incumbência de cuidar do lar. Somos responsáveis para que tudo flua organizadamente.

Percebo algumas mulheres se recusam a abdicar um ou dois anos de suas carreiras para ficar em casa e cuidar dos filhos. Mas isso é assunto para outro post!

A mãe que trabalha fora por que precisa complementar a renda familiar tem uma jornada puxada, pois ela precisa estar disposta e concentrada em sua função para desempenhar com qualidade sua atividade profissional. Ao mesmo tempo é necessário estar com energia para chegar em casa e cuidar das crianças, fazer uma janta e brincar com eles.

A rotina pode ser cansativa, mas não temos como fugir dela

O tempo durante a semana é muito corrido justamente porque precisamos nos dividir em pelo menos três tarefas ao mesmo tempo.

  • Cuidados com a casa: É se vira nos 30!!! Nos dividimos entre lavar louças e a roupa, passar a roupa, limpar a casa. E para isso precisamos nos organizar conforme os dias, e as tarefas extras. Uma dica bacana é ter um cronograma de tarefas e dividir algumas funções entre os membros da casa.
  • Cuidados com os filhos: precisamos nos dedicar, amar, estar presentes nas apresentações e reuniões da escola. Demonstrar carinho com gestos e palavras. Não sermos apenas aquela mãe chata que pede para ajudar a toda hora a arrumar os brinquedos e o quarto. Rolar no chão e rir de tantas cócegas, ajudar nas tarefas da escola e contar estorinhas antes de dormir. Ser mãe é muito mais que proporcionar um almoço gostoso e roupa limpinha!
  • Cuidados com o marido: Nos casamos porque amamos nossos maridos e depois que nos tornamos mães, às vezes, deixamos o casamento apenas na amizade e boa companhia. Precisamos lembrar desse papel tão fundamental para o bem do nosso lar. Demonstrar amor, carinho e realmente regar essa plantinha que se chama casamento com atenção e dedicação. Sem ser apenas aquela esposa chata que pede para ele não deixar a toalha em cima da cama pela milésima vez!!!
  • Cuidando de você mesma: Você além de mãe, também é uma pessoa que precisa de cuidados especiais. Sentir-se bem consigo mesma vai fazer todos os seus outros papéis fluírem melhor. Cuidar das unhas e cabelo, mesmo que seja em casa, já vai aumentar a autoestima. De vez em quando marcar um café com as amigas para dar risadas e descontrair, faz bem também! Um passeio ao shopping para comprar uma peça exclusiva para você! PS. Não vale trazer nada para os filhos esse dia! 🙂

Sei que ser mãe não é nada fácil, entretanto, é algo de valor inestimável!

Vida de mãe que trabalha fora, os papéis que desempenhamos pesam mais. Isso porque não temos tanto tempo quanto gostaríamos para nos dedicar com mais afinco ao cuidado da casa. Ter um cronograma é interessante, pois assim você pode distribuir as tarefas. Quem sabe sobre até um tempinho para você voltar a fazer aquele hobbie que tanto gostava!

Dividir as cargas não é uma tarefa tão simples. Exige muito diálogo. Mas não são palavras agressivas que vão te fazer conquistar ajuda. Não é com gritarias e exigências. Com carinho você consegue muito mais contribuição voluntária.

 

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂




Comente