Campanha Nacional de Multivacinação

Hoje, dia 19 de setembro inicia a Campanha Nacional de Multivacinação que se encerra no dia 30 deste mês. Ela é voltada para as crianças menores de cinco anos e adolescentes entre 9 a 15 anos. O objetivo é verificar a imunização das crianças e adolescentes contra doenças importantes como poliomielite, sarampo, rubéola, caxumba e HPV.

O Dia D será 24 de setembro, um sábado! Informe-se na sua cidade sobre os locais de vacinação. Muitos postos de saúde irão fazer plantão para garantir a vacinação completa da criançada.

A vacinação é muito importante, ela protege e reforça o sistema imunológico da garotada. Confira abaixo as algumas vacinas oferecidas na Campanha e o período que elas deveriam ser administradas. Se houve falha, por qualquer motivo, essa é uma excelente oportunidade para colocar em dia todas as vacinas.

ogypwjdu

Mudanças nas rotinas de imunização, conforme Ministério da Saúde

  • POLIOMIELITE – O esquema vacinal contra a poliomielite passou a ser de três doses da vacina injetável – VIP (2, 4 e 6 meses) e mais duas doses de reforço com a vacina oral – VOP (gotinha). Até 2015, o esquema era de duas injetáveis (VIP) e três orais (VOP). A mudança está de acordo com a orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS) e como parte do processo de erradicação mundial da pólio. Vale ressaltar que essa substituição não prejudica a proteção das crianças, que já ficam imunizadas com as três doses injetáveis.
  • HPV – O esquema vacinal passou de três para duas doses, com intervalo de seis meses entre elas. Os estudos recentes mostram que o esquema com duas doses apresenta uma resposta de anticorpos em meninas saudáveis de 9 a 14 anos não inferior quando comparada com a resposta imune de mulheres de 15 a 25 anos que receberam três doses. As mulheres vivendo com HIV entre 9 a 26 anos devem continuar recebendo o esquema de três doses.
  • MENINGOCÓCICA – O reforço, que anteriormente era administrado aos 15 meses, passou a ser administrado aos 12 meses, preferencialmente, podendo ser feito até os 4 anos. As primeiras doses da meningocócica continuam sendo realizadas aos 3 e 5 meses.
  • PNEUMOCÓCICA – Redução de uma dose na vacina pneumocócica 10 valente. Passou a ser administrada em duas doses, aos 2 e 4 meses, com um reforço preferencialmente aos 12 meses, que pode ser recebido até os 4 anos. Essa recomendação também foi tomada em virtude de os estudos mostrarem que o esquema de duas doses mais um reforço tem a mesma efetividade do esquema três doses mais um reforço.

 

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey's Anatomy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *