A culpa é do tempo!

Esses dias estava refletindo como muitas vezes falamos que gostaríamos de mais tempo. O dia tinha tanto trabalho para ser concluído que precisaria mais de 24 horas para realizar todas as tarefas. E isso se torna tão verdade quando trabalhamos fora, o tempo que, nós mulheres, temos para nos dedicarmos para casa, marido e filhos é bem restrito. Por isso a culpa é do tempo, quem manda ele passar tão depressa?

Nem preciso mencionar as incontáveis vezes que apressamos nossos filhos, que ainda nem tem noção de tempo, a fazerem as coisas mais rápidos que nós estamos sem tempo. Ou vocês nunca fizeram isso?

Então: a culpa é do tempo!

organize-seu-tempo-e-evite-o-estresse1

Trabalhar fora exige um enorme malabarismo para poder equilibrar a família. Sem eles não existiria razão de trabalharmos tanto e por eles é necessário encontrar o equilíbrio também.

  • Evitar trazer trabalho para casa, já é um ponto positivo.
  • Desconectar das redes sociais e dedicar atenção exclusiva para eles também é essencial, pois muitas vezes nosso tempo está sendo roubado por elas.
  • Organizar melhor nossa saída de casa ensinará a nossos filhos a serem organizados.

Aquela famosa frase: “macaco vê, macaco faz” é válida. Não somos macacos e nem descendentes deles, contudo, somos o espelho dos nossos filhos e (in)felizmente irão copiar muitas coisas que fazemos.

Por isso, é importante termos consciência de nossas ações. Por exemplo: todo domingo vamos à igreja, que inicia às 19h. A rotina para nos arrumarmos para o culto inicia às 16 horas, e assim tento evitar aqueles ‘atropelões’ de última hora, entre esqueci a fralda, peraí o casaco! Quem é mãe sabe que é normal verificarmos a bolsa umas 10 vezes e ainda sermos capazes de esquecer alguma coisa. Então o planejamento antecipado da saída é importante.

a culpa é do tempo por passar tão rápido

Podemos até reclamar do tempo, como ele passa rápida ou devagar, mas isso não vai mudar nada!

Continuaremos tendo nossas 24 horas por dia para dar conta do que é necessário. Talvez se o dia fosse maior, nosso corpo não iria aguentar e por isso esse é o tempo necessário, afinal de contas, “basta cada dia seu próprio mal”.

Muitas vezes é preciso prestar atenção e perceber no que estamos “perdendo tempo”, se é nas coisas realmente importantes e fundamentais, se a nossa família está recebendo o cuidado que merece ou se podemos caprichar em um ou dois itens.

Não adianta ficar jogando a culpa no tempo, que não tem muita saída. O tempo vai passar de qualquer forma.

Não somos perfeitos e acredito que estamos bem longe da perfeição. Mas se podemos melhorar dia após dia, então, nossa família merece o nosso melhor!

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *