Vitaminas e seus benefícios

vitamina-gde

 

Pensando em um post para hoje, lembrei da aula de Ciências, na sétima séria. Aula na qual a professora nos mandou até a biblioteca e trazer pilhas de livros para nós pesquisarmos e escrever o benefício de cada vitamina e mineral e o que sua falta poderia resultar pro nosso organismo. Lembro que a cor da capa do meu caderno era bordo. É interessante lembrar de uma época que não existia meios tecnológicos e fáceis de pesquisa. Hoje com o Sr. Google, ficou tudo muito mais simples.

 

Mas vamos ao tema!

 

São 23 vitaminas e minerais considerados essenciais para nosso organismo funcionar bem. Para nosso corpo receber os nutrientes fundamentais, nós deveríamos comer de 5-7 tipos de frutas diferentes todos os dias e ainda aquele prato super variado em cores. Quem faz isso hoje em dia???

É claro que todo mundo tempo de preparar a alimentação da sua família dessa forma, todo santo dia, né! #sóquenão

Infelizmente nós vamos pelo prático e o prático muitas vezes custa caro para a saúde.

 

O fato é que quando a gente está grávida, damos um jeito. Pelo menos tentamos melhorar em muitas partes e isso já uma grande ajuda para o desenvolvimento do novo ser em nossas barrigas.

 

Para isso vou fazer esse post só sobre as vitaminas, como elas são importantes e ainda em que alimentos podemos encontrá-las. Vamos lá:

 

Vitamina A (retinol)

Presente nos alimentos amarelo-alaranjados, nas folhas verdes escuras e sob a forma de retinol em alimentos de origem animal.. Alguns exemplos são cenoura, manga, moranga, mamão, espinafre, brócolis, rúcula, agrião, gema do ovo, leite, fígado, entre outros.

Ela possui papel fundamental no crescimento ósseo, desenvolvimento e manutenção do tecido epitelial, aumenta a imunidade, importante para combater os radicais livres (ação antioxidante), previnindo o envelhecimento celular. Sua deficiência é uma importante causa de cegueira de crianças em alguns países em desenvolvimento.

 

Vitamina C (ácido ascórbico)

Presente especialmente nas frutas cítricas, kiwi, melão, laranja, goiaba, acerola, manga, morango, tomate, couve, agrião, tangerina. É muito importante para o crescimento, desenvolvimento, ajuda no processo de cicatrização, estimula o sistema imunológico (ajudando a previnir resfriados), estimula a síntese de colágeno, mantendo a elasticidade e a integridade da pele, importante para ossos, dentes, músculos e tendões.

A vitamina C também estimula a absorção do ferro no intestino. Os indivíduos que não ingerem vitamina C suficiente, desenvolvem uma condição chamada escorbuto, que causa fadiga, sangramento e má cicatrização.

 

Vitamina D (calciferol)

Presente peixes gordurosos, como sardinhas, cavala, atum, ovos, alimentos fortificados como margarina e alguns cereais matinais. Ela é muito importante para o crescimento e manutenção dos ossos, porque controla a absorção de cálcio e fósforo, que são essenciais ao metabolismo do osso.

A vitamina D pode ser produzida em sua pele através dos raios ultravioletas da luz solar.

Achei uma matéria super mega interessante sobre essa vitamina na Istoé, vale a pena conferir!

 

Vitamina E (tocoferol)

Presente no gérmem de trigo, óleo de gérmem de trigo, óleo de soja, arroz, algodão, milho e girassol, gema de ovo, nozes, vegetais folhosos e legumes. É um inportante antioxidante, atua na prevenção do envelhecimento precoce das células, estimula o sistema imunológico, reduz o risco de cataratas, protetor contar doenças cardiovasculares, previne o câncer e doenças da pele. Sua deficiência em humanos é rara, ocorrendo apenas em bebês prematuros e em indivíduos com síndrome de má-absorção

 

Vitamina K

Presente na alface, couve, couve-flor, espinafre, repolho, leite, os vegetais de folhas verde-escuro são as melhores fontes desta vitamina. A vitamina K está envolvida na coagulação do sangue e sua deficiência acarreta ferimentos e sangramento excessivo.

Sua deficiência causa tendências à hemorragias e dificuldade de cicatrização, porém ela é rara, exceto em recém-nascidos e indivíduos que têm alguma doença afetando a absorção de vitaminas ou o metabolismo, como pacientes com doença hepática crônica.

 

Vitamina B1 (tiamina)

Presente nos cereais integrais, miúdos, carne de porco, nozes, ervilhas, feijão, gema de ovo, cevada, carnes em geral, batata, couve, vagem, quiabo, banana, mamão. Protege o sistema nervoso, estimula o apetite e participa do funcionamento da musculatura e do coração.

A tiamina promove o processamento dos carboidratos, gordura e álcool. Sua deficiência causa uma doença conhecida como beribéri, onde os indivíduos não podem processar os carboidratos ou gorduras adequadamente, e desenvolvem variados sintomas, incluindo problemas cardíacos, neurológicos, dores nas articulações inflamação nos nervos, fraquesa e falta de apetite.

 

Vitamina B2 (riboflavina)

Presente na couve, miúdos, leite, queijos, ervilha, ovo, arroz integral, cenoura, mandioca, mandioquinha, tomate, feijão, abacate, abacaxi, goiaba, mamão e manga. Auxilia na digestão das proteínas, carboidratos e gorduras, protege a pele e os olhos. Sua deficiência pode causar doenças de pele, dificuldade na digestão dos alimentos e avermelhamento dos olhos.

 

Vitamina B6 (pirodoxina)

Presente na banana, abacate, laranja, tomate, maçã, frango, peixe, porco, ovos, miúdos, aveia, amendoim e soja. Importante no metabolismo dos carboidratos e aminoácidos não essenciais. As bactérias do intestino produzem esta vitamina e parte dela é absorvida através da parede intestinal. Os suplementos de pirodoxina são consumidos por muitas mulheres para tratar os sintomas pré-menstruais, mas não há evidência conclusiva mostrando que eles possuem efeitos benéficos. Sua deficiência causa problemas de pele como dermatite seborréica ao redor dos olhos, nariz e boca.

 

Vitamina B12 (cianocobalamina)

Presente nos alimentos de origem animal (laticínios, como fígado, rim, músculo e peixe). É necessária para o bom funcionamento das células, particularmente as da medula óssea, trato gastrointestinal e sistema nervoso. Está envolvida na produção dos glóbulos vermelhos. Sua deficiência causa anemia perniciosa, glossite, distúrbios gastrointestinais.

 

Fonte:Zero Hora

 

 

Depois de ler sobre as vitaminas e como elas podem afetar diretamente nossa saúde, vale a pena cuidar um pouquinho melhor do que nós comemos, não é mesmo?

 

Beijinhos e um ótimo e delicioso final de semana para vocês!

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!
Comente