Um 2017 diferente…

Estava pensando sobre como iniciar o ano aqui no blog, querendo ou não, início de mais um ano nos faz refletir sobre as conquistas e fracassos do ano anterior. Sobre as coisas que podemos melhorar, as coisas que queremos conquistar e assim começamos o planejamento para um 2017 diferente. Novo ano, novas metas, novas conquistas.

Mas quando assistirmos aos telejornais ou abrimos o jornal, tendemos a ver notícias que nos desagradam, que nos revoltam ou que nos deixam tristes. Parece que o mundo está cada vez pior, cada vez mais enraizada a corrupção e em meio a tudo isso, qual o nosso papel? É muito fácil criticar a grande corrupção brasileira, mas vamos falar sobre aquele papel que você jogou no chão? Aquela fila que você furou?

Como fazer um 2017 diferente?

A madre Tereza de Calcutá falou “se você quer trabalhar para a paz mundial, vá para sua casa e ame a sua família”. Acredito que podemos mudar o mundo sim, se cuidarmos de como andamos e o que estamos ensinando para os nossos filhos. A educação pelo exemplo é a melhor e mais poderosa maneira de educarmos nossos filhos.

Augusto Cury diz que “sábio é o ser humano que tem coragem de ir diante do espelho da sua alma para reconhecer seus erros e fracassos e utilizá-los para plantar as mais belas sementes no terreno de sua inteligência”, assim seremos nós se tivermos a humildade de pedirmos desculpa em meio as nossas falhas perante aos nossos filhos.

Saber ouvir os nossos filhos, demonstrar apreciação pelo que eles nos contam, fazem com que eles participem das nossas atividades em casa, seja fazendo um bolo ou alcançando uma ferramenta, reconhecer a importância deles em nossas vidas, o quanto aprendemos como eles. Se você é bom com tecnologias, ensine seu filho a desbravar esse mundo com você. Se você é boa em artesanato, peça ajuda para organizar seus materiais.

Incluir nossos filhos e filhos, ouvi-los, amá-los, nos dedicarmos para eles, isso sim vai fazer com que nosso ano de 2017 seja melhor. Talvez no global não faça muita diferença, mas como a madre Tereza de Calcutá também disse “sozinha não posso mudar o mundo, mas posso lançar uma pedra sobre as águas e fazer muitas ondulações”. Meu desejo é que a começar pela nossa casa, vamos ser a diferença em 2017!

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey's Anatomy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *