TPM – Tratamento

Cálcio e vitamina D, a dupla dinâmica


Que essa dobradinha faz bem ao esqueleto todo mundo já sabe. O cálcio sem a vitamina D não é ninguém, uma vez que é ela a responsável pela fixação do mineral nos ossos. Mas ao comparar as dietas de 3.000 mulheres, cientistas da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, descobriram que a dupla também é poderosa contra a TPM.

No estudo americano, um terço das voluntárias sofria de TPM e os outros dois terços eram de sortudas livres da síndrome. Os pesquisadores repararam que o grupo das sem-TPM consumiam mais alimentos ricos em vitamina D e cálcio, como leite, queijo, brócolis e cereais. A descoberta foi registrada no periódico Arquivos de Medicina Interna.

Apesar de não terem investigado qual poderia ser a relação entre os nutrientes e a ausência de TPM, os autores da pesquisa citam estudos anteriores que mostraram a influência do cálcio e da vitamina D nos níveis de estrogênio, o hormônio percussor dos sintomas físicos da TPM. Os cientistas também observaram que a dupla estava menos presente nas amostras de sangue das mulheres “tepeêmicas”.

O estudo levou em conta várias diferenças entre as mulheres, como as idades, quantos filhos tiveram e o fato de serem ou não fumantes. E foi só depois de ajustar todos esses fatores que os pesquisadores tiraram as conclusões. Segundo eles, o risco de TPM foi bem menor nas mulheres que consumiam quatro porções diárias de leite desnatado ou semi-desnatado, suco de laranja fortificado e laticínios com baixo teor de gordura, como iogurte.  Isso equivale a 800 miligramas de cálcio e 5 microgramas de vitamina D.
Se você não é muito fã de leite e derivados, melhor fazer uma forcinha para incluí-los no dia a dia. Aí é só complementar a dieta com folhas e vegetais verde-escuros e algas, também ricos nesse nutriente. Para garantir o suprimento de vitamina D, inclua no cardápio peixes como salmão, sardinha, arenque e cavalinha, ovo e alimentos fortificados com ela. E tome sol. Bastam 15 minutos pela manhã e outros 15 minutos no final da tarde para ativar a síntese da vitamina no organismo.

Fonte: Clube da TPM

Eu achei esse texto por demais de interessante, afinal de contas, nossos queridos não precisam sofrer tanto por causa da nossa TPM, se há tratamento, creio que devemos procurar ajuda, por que não?

Não temos nada a perder, ao contrário apenas a ganhar, por isso eu gosto de difundir informações de qualidade, que venham a nos ajudar, a melhorar.
Espero que tenham gostado e passem adiante.

Beijos

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂




Comente