Música uma prática para encantar as crianças

Música é uma arte gostosa, vibrante, energizante e contagiante. Não lembro de ter encontrado alguma pessoa que não gostasse de nenhum estilo musical. Está em tudo que vemos e sentimos, no canto dos pássaros e no sopro do vento. Desde o ventre nos acostumamos aos sons mas do coração. É por isso que a música encanta as crianças.

Não sou de uma família propriamente dita de músicos, mas desde a minha infância sempre fui cerca por esse mundo, amigos que respiravam música. Uma roda, um violão e a festa estava garantida até altas horas. Mesmo assim, procuro agregar a música ao nosso dia-a-dia como família.

Apesar de ouvir dizer que ouvir música clássica era importante para a criança. Posso dizer que coloquei bem pouco para o Cauê ouvir. Aliás, esse foi um tempo que pouco ouvi música, passava mais tempo lendo e pesquisando. Quando faço isso, não consigo nem deixar a música de fundo, preciso de concentração. (Sou mulher e não consigo assoviar e chupar cana ao mesmo tempo.. . Oh!) Cheguei a pensar que o Cauê não teria uma formação musical e fiquei preocupada.. Peraí, isso não pode! 😀

Comecei a colocar CD´s pra tocar (Eles ainda existem, e viu… Tem gente que ouve, legal, né!). Nossa casa ganhou outra vida e o pequeno se apaixona cada dia mais pelas canções. Quando vamos pra sala pergunto à ele se ele quer ouvir música enquanto brinca e ele sempre responde com um: Qé! Coloco o som pra tocar e ficamos cantando, dançando e brincando nos divertindo de todas as maneiras possíveis e não possíveis.

Ele atura a mãezinha aqui cantando e dançando e segue fazendo o mesmo. É só falar de ouvir algum CD que ele já corre pro som ou bate palme ou simplesmente começa a cantar… Lindo né!

Acho que não importa muito o gosto musical (tudo bem que tem gente que vai discordar dessa frase, mas enfim!) até pode ser que os pais influenciem no gosto da criança, mas duvido que daqui a 18 anos meu filho vai estar ouvindo as mesmas bandas. Pode até ser que alguns clássicos sim, mas novos artistas virão e formarão o gosto e filtro musical dele.

Sempre tive vontade de educar meus filhos no esporte e na música. Penso que são coisas saudáveis e agregam em diversos aspectos, por exemplo: desenvolve a parte social, além do desenvolvimento motor, várias áreas do cérebro e etc.

E vocês queridas, tem essa preocupação musical? Como vocês apresentam a música para seus filhos?

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂




Comente