Intestino preso

08

 

Eu sei que tem gente que acha esse assunto meio sem graça de falar, poucas sabem que não são a minoria das mulheres no geral que sofrem com esse problema. Na verdade mais da metade da população feminina tem intestino preso, preguiçoso, descansado… ou seja lá a maneira da qual você fala dele.

É uma realidade muito triste, e sei que tem pessoas que sofrem muito com isso. Durante muito tempo eu fui uma delas. Chegava a ir ao banheiro, ficar meia hora e… nada! Minha infância inteira foi assim! Pra mim, uma coisa em particular fez total diferença: ALIMENTAÇÃO!

Comecei a aprender mais sobre nossos hábitos alimentares, como na verdade nossa nutrição está precária, comemos pelo sabor dos alimentos e não pelos nutrientes. Ou seja, nossa alimentação está rica em gorduras, carboidratos, açucares e sal, tudo hoje que compramos tem esses quatro ingredientes como base nutricional, se você duvida, comece a olhar os rótulos das embalagens que você compra.

A medida que fui me inteirando do assunto, percebi que a minha alimentação estava precária de vitaminas e minerais (por isso ficava doente com facilidade) e também faltava muita água e fibras, ingrediente básico para um intestino funcionando bonitinho e certinho.

Tem gente que não gosta de coisas com fibras ou sei lá o que e recorrem aos laxantes, não dá pra ter noção de como eles fazem mal do nosso intestino, retiram a flora intestinal, e nos tornam dependentes deles.

Se começarmos a mudar os nossos hábitos nutricionais ira fazer total diferença.
Não quer mais sofrer com o intestino preso, segredo sempre sera: ++++ fibras e ++++ água ou chás (sem açúcar).

Achei uma lista de alimentos que podem ajudar a melhorar o intestino:

  • Laranja com bagaço

Não adianta só chupar a fruta ou tomar o suco. A maior quantidade das fibras da laranja está no bagaço. Por isso, afora a casca e os caroços, você deve comê-la inteirinha!

  • Abacaxi

Ele ainda não conquistou fama, mas, pode acreditar, é ótimo no combate à prisão de ventre. Isso porque contém bromelina, substância que “irrita” a mucosa intestinal, estimulando os movimentos peristálticos (contrações involutárias que empurram as fezes pelos intestinos até sua expulsão).

  • Água

A água é essencial na lubrificação dos intestinos. Aliás, sem ela as fibras não ficam umedecidas e podem inclusive piorar a prisão de ventre. Beber bastante líquido (pelo menos 2 litros todos os dias) amolece as fezes e facilita sua eliminação.

  • Ameixa-preta

Essa fruta contém sorbitol, substância com efeito laxativo muito eficiente. Pode ser ingerida seca ou em calda.

  • Cereais integrais

Aveia, arroz, pão e macarrão integrais, milho e outras sementes e grãos comestíveis possuem grande quantidade de fibras, que estimulam a atividade intestinal e, conseqüentemente, a evacuação.

  • Iogurte

O iogurte contém lactobacilos, microorganismos que mantêm e recuperam a flora intestinal.

  • Papaia

Outro conhecido alimento laxante. A papaína, substância presente em sua composição, estimula a mucosa intestinal de maneira natural, facilitando os movimentos de expulsão das fezes.

  • Vegetais

Alface, agrião, brócolis, cenoura, couve, escarola, espinafre, rúcula… Todos esses vegetais contêm fibras que aumentam o volume das fezes. Por isso eles são itens obrigatórios no cardápio diário de quem sofre de prisão de ventre.

  • Linhaça

Rica em fibras solúveis e insolúveis, a linhaça aumenta o volume do bolo fecal, aumentando o trânsito intestinal e ainda contribuindo para a limpeza eficaz da região.
Sugestão: consumir uma colher de sementes de linhaça trituradas acompanhadas com leite ou iogurte uma vez ao dia, de preferência no café da manhã ou na ceia.

  • Abóbora

Além de ser um bom alimento para diminuir a vontade por guloseimas, já que tem sabor levemente adocicado, a abóbora pode ser uma aliada na hora de colocar o intestino para funcionar. A fruta – que tem alto teor de fibras, zinco, potássio e ferro – ajuda no equilíbrio da flora intestinal se consumida, no mínimo, três vezes na semana. Dica: consuma a abóbora na salada, com arroz ou como acompanhamento na hora de preparar a carne de sua preferência
Postado por Tatiane Cardoso – Nutricionista da empresa Ser Saudável Nutrição

Fonte: Nutrição Exercício

 

Espero que tenham gostado das dicas e que principalmente criem esse novo hábitos e também passe para as crianças para que elas não sofram com isso!!!

 

Beijinhos

Karin

 

Se você gostou deste post, pode querer ler mais:

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey's Anatomy!

Comente