A importância de voltar a ser criança

 

As crianças amam brincar e como elas gostam. Se deixassem, elas passariam a sua infância fazendo apenas isso. Na brincadeira elas se desenvolvem, se desafiam, aprender e também se relacionam. Brincar faz parte da infância e do desenvolvimento saudável de qualquer criança. Mas como para o adulto é difícil parar para apenas brincar. Vocês já repararam? Por isso, quero falar sobre a importância do adulto, voltar a ser criança!

Criança sendo apenas criança

Crianças que são privadas de brincar, sofrem com as consequências depois – assunto que não vamos abordar hoje.

Mas vocês já repararam, que as crianças até podem brincar sozinhas por algum tempo, mas que depois de certo tempo nesse estágio elas começam a interagir com você, mesmo que seja cozinhando, tricotando ou dormindo. Elas sentem necessidade de companhia também!

Muitas vezes nós adultos perdemos a essência do brincar, a capacidade de imaginar coisas incríveis a partir de coisas que jogaríamos fora.

Voltar a ser criança

voltar a ser criança - um convite do seu filho para você

Voltar a ser criança é um verdadeiro desafio para os adultos que estão com a cabeça cheia de contas, números, impostos, crimes, redes sociais, etc.

Para entender e compenetrar no mundo das crianças é preciso deixar as coisas que permeiam as nossas mentes de lado, a começar pelo celular. O celular nessas horas só vai nos manter longe da criatividade e da inocência da brincadeira.

Se deixar levar pela criatividade do seu filho. Permita que ele vá imaginando e coordenando a brincadeira. Instigue-o a fazer uma apresentação de uma peça teatral ou narrar uma corrida de cavalos ou carros.

Proponha para ele um momento de relembrar da sua própria infância do pai ou da mãe, ressuscitando as brincadeiras de rua. Convide outros amigos deles e os seus pais para interagirem junto essa infância pura. Enquanto eles ainda são pequenos e querem estar por perto.

Outro dia o meu pastor falou que quando completamos 40 anos, procuramos nos remeter a lembranças do passado e que pessoas da minha geração ainda tem muito do que se lembrar. Ficamos saudosos do cheiro da tangerina, de subir em goiabeira e comer a goiaba no pé, de escorrer barrancos, lembramos dos banhos de chuva ao sentir o cheiro de terra molhada…

Mas, os nossos filhos? Do que eles irão querer relembrar ou vivenciar com os seus filhos? Precisamos deixar pequenas lembranças gravadas em suas memórias para que no futuro eles também possam ter algo para se agarrar além de congelantes eletrônicos.

 

Além do mais… Lembra quando você era criança e vivia querendo crescer? Lembra que depois que ficou adulto vivia querendo voltar a ser criança? Que tal aproveitar esse momento que os seus filhos estão lhe dando de voltar a ser criança mais uma vez?

 

Do que vocês lembram na infância de vocês que gostariam de vivenciar com os seus filhos?

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey's Anatomy!