Hora do banho

Quantas histórias eu já ouvi de pais de primeira viagem que tinham medo de dar banho nos seus filhos recém-nascidos. Sempre prestei muita atenção quando minha mãe contava a história de como ela nos dava banho. Baseada nisso, criei meu próprio método:

Separada uma toalha dupla quadrada, dobrava uma ponta, colocava meu filho e enrolava ele apertadinho naquela toalha. Feito isso, eu dava banho primeiro na cabeça e no rosto e secava depois eu molhava os pezinhos e ia descendo o corpinho dele devagar na água e aos poucos eu começa a desenrolar aquele pano do corpo e começava a lavar ele todinho.

Fiz isso durante uns 7 meses, até que ele começou a sentar bem firme na banheira e a partir daí os banhos era sentadinho. Não posso dizer que meu filho nunca chorou num banho, sim ele chorou, principalmente quando estava com muito sono ou fome.

Hoje, ele adorava a banheira, a piscina, o mar, fico encantada com a alegria dele ao ver que ele deseja tomar banho, para ele é mais pura diversão.

Essa semana aconteceu algo que eu achei o máximo, fui tomar banho e entra meu filho no banheiro e foi até a porta do Box tentando abrir pra entrar comigo… o pai tirou ele, mas ele voltou, realmente queria entrar lá e brincar com a água… Acabei tomando um banho super gostoso com ele.

Sei que muitas crianças têm aversão ao banho, nã o sei o motivo. Entretanto, comecei na barriga dizendo pro pequeno que ele ia gostar de tomar banho e procurei proporcionar para ele um banho que ele se sentisse seguro, creio que esses sejam alguns dos motivos pelo qual o meu pequeno gosta tanto de água.

Claro que vale lembrar que cada criança é diferente, mas compartilhar experiências sempre é bom, principalmente quando já tentamos tantas coisas, uma a mais não vai fazer mal algum.

Espero que tenham gostado da dica e que acima de tudo possa ajudar realmente.

Beijos,

Karin

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!
Comente