Homenagem aos pais

Como boa mãe que sou… Não posso dizer que fiquei babando cheia de orgulho do meu filho. Primeiro porque na homenagem do dia das mães foi um caos, choro até dizer chega e eu ficar morrendo de peninha. Na festa junina, ele também ficou um pouco assustado com todo aquele movimento e chorou, mas já estava mais preparada e fui lá e o peguei.

Já na homenagem aos pais, percebia os olhinhos arregalados olhando em todas direções, atento procurando… Mas dessa vez ele não me achou, me escondia atrás de algumas pessoas com o intuito de ver a apresentação sem que ele me observasse. O pai dele está viajando a trabalho e infelizmente não pode comparecer, mas tenho certeza que vai ficar todo orgulhoso do comportamento do filhão.

Foi a primeira apresentação, ficaram em fila, quer dizer, mais ou menos, porque na idade deles eles não param quietos, não é mesmo? Quando a música começou a tocar… (E desculpem-me, mas não sei qual a música, fiquei só observando ele), o Cauê começou a mexer as mãozinhas pra dançar e começou a olhar pra professora tentando imitar ela, coisa mais gostosa.

Claro, ele não dançou a música toda como a amiguinha do lado que ficava se balançando de um lado pro outro (linda!), entretanto, estou feliz com o progresso dele!!! Já está se acostumando e eu acho isso demais!

No final da apresentação, chamei a professora e pedi pra que ela me mostrasse pro Cauê, quando ele me viu, veio correndo em minha direçã o todo feliz! 😀

É isso… desejo a todos os papais um excelente final de semana, cheio de carinho, de amor, cheio de dedicação, porque acho que não existe presente maior no mundo que o amor de um filho.

Beijos

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!
Comente