Expectativas…

 

bebe folha

 

 

Quando a gente engravida, querendo ou não criamos várias expectativas. De como será o rostinho do bebê, se virá com muito ou pouco cabelos, a expectativa de descobrir o sexo, de como será a reação dos outros filhos, avós, tios e pessoas queridas a nossa volta. Expectativa de como será nossa vida após o nascimento do bebê, como será o parto, a amamentação e tantas outras coisas.

 

Expectativas elas podem vir acompanhadas de frustrações, é verdade! Dizem que às vezes elas até prejudicam…

 

Também tenho as minhas expectativas em relação a todas essas coisas, algumas já passaram e outras ainda estão por virem.

 

Acredito que o negócio da expectativa seja se preparar para o “sim” e para o “não”, para menina e menino, para parto natural ou parto cesárea. Em uma gravidez, tudo é possível. Elas podem ser diferentes, mas também podem ser bem parecidas.

 

Comparação vem desde os primeiros sintomas, fazer o que! Só não podemos nos deixar dominar por ela. Acho que isso é sintoma de mãe, mania mesmo.

 

Como disse outro dia uma amiga minha: tudo na vida é tão passageiro. Meu filho mais velho já está beirando os cinco anos e agora vamos receber uma princesinha em nossa casa. Eu aproveitei bastante a primeira gravidez, de verdade. Fiz algumas coisas que nessa não fiz e vice versa. No geral a gravidez foi super tranqüila e essa com certeza está passando em ritmo muito mais acelerado que a outra.

 

Quase com 30 semanas e contando os dias para as próximas emoções: aniversário, natal, ano novo, nascimento…

 

No final, nossa vida é feita de expectativas, de planos, de sonhos… J

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey's Anatomy!

Comente