Evolução

É totalmente clichê, mas acompanhar todo o desenvolvimento daqueles que foram gerados dentro de nós, não tem preço! Oportunidade única. Momentos únicos e sem direito à reprises.

Como eu disse noutro post aqui é tudo fase. A fase da amamentação, depois vem a fase de novos alimentos no cardápio, engatinhar, andar, falar, correr e por aí vai. Todas elas, sem exceção, são cativantes de seu modo e deixam histórias, lágrimas e risos a serem contados. Lembranças e mais lembranças!

Hoje o pequeno aqui ta na fase de falar pelos cotovelos. Nada contra. Mais ele fala e como fala! Porém muitas coisas a língua dele enrola e não sai direito. Repete tudo, tudo mesmo que você fala perto dele #perigo. Mas nada impede dele falar, fala sozinho, tomando banho, brigando comigo, contando os casos, como as vezes não sai totalmente compreensível, vamos por tentativa x acerto, deduzindo, perguntando, na mímica… Tudo isso com sucesso e algumas vezes sobram risadas e nada de compreensão.

Ele está começando a contar pequenos fatos que acontecem no dia-a-dia da escolinha dele, por exemplo: “Maria Clara bateu na Sara” ou “Cecília empurrou o Ruan que caiu”. Claramente? Claro que não, mas nada que meia hora de tentativas e ligações de fatos não resolvam e a mãe aqui adivinhe o que aconteceu. Simplesmente demais um toquinho , nem tem 2 anos de idade e já está assim:

Digno de orgulho para mamãe, papai, vovós, dindas e dindos.

Fases e suas delícias de momentos!

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!
Comente