Escolhendo a escola

escola4

 

Ano letivo já está se encerrando. Para muitos nada de muito diferente a não ser programar as férias com a garotada. Para outras mães, principalmente, a escolha da escola do filho já começa. Afinal de contas, com educação, não se brinca.

Pensando nisso, resolvi compartilhar com vocês como foi a escolha das escolas do Cauê. Primeiro de tudo avaliei a qualidade dos estudos que era oferecida pela instituição. Reputação e até mesmo indicação.

No ambiente escolar me preocupei com a qualidade da sala de aula e também se havia pátio externo para as crianças brincarem.

Outro detalhe que acho importante é com relação à alimentação. Algumas escolas oferecem cardápio e outras as crianças tem que levar de suas casas. Particularmente, eu prefiro as instituições que oferecem, porque além do lanche ser elaborado por uma profissional é uma forma de que o lanche fique igual para todos e não corre o risco do meu filho querer comer o lanche do amiguinho que é diferente e muitas vezes não é saudável.

Escolher escola sempre dá uma dorzinha de barriga. Queremos o que é melhor para eles, mas, não conseguimos controlar o mundo deles quando estão sós. Procurar uma instituição que seja dentro dos padrões básicos de importância dos pais já é um caminho e ajuda a ter segurança na escolha.

Acredite que na primeira semana é normal o coração ficar apertado e eles escolherem fazer manha antes de irem para a escola. Faz muito bem eles terem amigos, convívio social, aprendizagem e brincadeira. É saudável para o amadurecimento deles. Afinal de contas… todos sobrevivem a escola, não é mesmo?

 

Recentemente fiz uma entrevista sobre esse assunto mesmo, a diretora da instituição dá mais algumas dicas para os pais, confiram:

 

Beijos

Karin

 

Continue lendo…

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey's Anatomy!

Comente