Desenvolvimento – Uma surpresa a cada dia


Acho que não tem nada mais recompensador do que ver nossos filhos se desenvolverem, lembrar que eles um dia estavam na barriga, mamaram nos nossos seios e agora são aqueles toquinhos correndo pela casa pedindo água, chamando pra passear, nem MasterCard paga!

Eu acho demais de interessante como meu filho com 1 ano e 3 meses já entende o que a gente quer! Quando ele termina de tomar água ou suco na mamadeira dizemos pra ele colocar pra lavar, logo em seguida perguntamos: “Onde que lava Cauê?” e lá vai ele  correndo com a mamadeira na mão em direção a pia. Mesma coisa pra fralda, ele cismou que quer jogar a fralda, aí tivemos que ensinar onde fica o lixo, que é daqueles mais simples não precisa levantar a tampa, ele vai correndo pro banheiro e joga a fralda lá! É muito engraçadinho!
Aprendemos até ter certo cuidado com as palavras: banho, shake, escolinha… essas palavras pronunciadas em um momento que elas não vão se realizar gera uma frustração e um choro!!! Porque ele já sabe o que acontece, espera ansioso por esses acontecimentos. Que de certa forma é muito legal perceber que ele já compreende a ordem das coisas no dia a dia dele!
Sei que cada bebê tem seu tempo, por exemplo, o meu filho ainda não fala quase nada, não fala nem “mamãe” e nem “papai”, fala outras coisas – cadê, bola, água, dá! Você deve estar se perguntando “Como não?”, simplesmente ele não fala!!!  Mas uma hora vai falar!!! Tudo tem seu tempo certo!
Deixo aqui uma ressalva para as mamães que se preocupam demais com o desenvolvimento psicomotor de seus filhos, tenham paciência, ensinem as coisas devagar, e uma coisa de cada vez! Aos poucos eles vão aprendendo. Cada criança desenvolve uma parte do cérebro primeiro e melhor, por isso não fique frustrada. Incentive seus filhos! Ofereça coisas diferentes e veja a reação dele, passear por lugares diferentes, desperte os sentidos dele, deixe brincar na areia, grama, barro.
Aproveite para descobrir que outras coisas eles podem fazer e SURPREENDA-SE!

Beijos
Karin

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂




Comente