Com grandes responsabilidades vêm grandes poderes

Oi meninas… Hoje seguimos com a séri e de pais aqui no blog… O convidado especial hoje é o Rafael Noris do Blog Família Palmito, sim, pai, blogueiro, poeta, vegetariano, instagramer e claro, twitteiro de plantão: @rafanoris. Recomendo vocês conhecerem o blog dele, pai super consciente que busca ensinar o melhor pro seu filho Miguel que é a coisa mais linda. Hoje, ele vem contar pra gente um pouquinho da mudança que o nascimento do Miguel causou em sua vida:

É estranho dizer o que mudou após eu ter me tornado pai, pois passei por tantas mudanças ao mesmo tempo, nem sei o que gerou o quê. Em meio ano virei pai, terminei a faculdade, fiquei solteiro, fui efetivado no trabalho, entre outras coisas.

Não sei o que me tornou mais forte, mas sei que fiquei. Mais forte, pero sin perder la ternura jamás.

Fiquei mais bobo e menos idiota, mais coruja, mais fora de mim. Ter um filho foi um exercício de desapego, de amor incondicional e de sentido na vida. Ele chegou e me bagunçou tanto que me endireitou.

Aprendi a ser filho.

Um amigo, que recentemente ficou grávido, me disse que ler o meu blog o fez perceber que ter um filho não é um bicho de 7 cabeças. Tadinho, não faz ideia, mas eu avisei: tem pelo menos umas 4 ou 5. É como aqueles versos de Vinicius de Moraes:

Chupam gilete

Bebem xampu

Ateiam fogo

No quarteirão

Porém, que coisa

Que coisa louca

Que coisa linda

Que os filhos são!

Meu filho me mudou inteiro, e pra melhor. Nem sei como agradecer, vou tentando dando todo meu amor. Amor, claro, que demonstro com carinhos e limites, né? 🙂

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂




Comente