Leite materno – A importância da amamentação

Como é prático alimentar o bebê com leite materno. Assim como os médicos e nutricionistas, eu também recomendo: alimente seu bebê, até o sexto mês, exclusivamente com leite materno. Pois o leite materno é uma poderosa vacina que o bebê recebe logo ao nascer. O colostro, que é o primeiro leite liberado, possui uma quantidade considerável de anticorpos vindo da mãe. Sendo então a primeira vacina do bebê.

Uma outra vantagem é que amamentar faz o corpo entender que o bebê saiu da barriga e ele precisa liberar hormônios para fazer com que o corpo “volte ao normal”. O útero volte ao tamanho normal e até mesmo o peso ganho na gravidez, será “queimado” durante a amamentação.

O leite materno é prático para o dia a dia de uma mãe!

  • É totalmente gratuito;
  • Faz com que o corpo retorne ao que era antes da gravidez, tanto peso quanto os órgãos como o útero;
  • Não precisa carregar bolsas de mamadeira e leites. Nem se preocupar se vai ter como esquentar a água para preparar o mama do bebê;
  • A composição é feita personalizada para o seu bebê. Tem a quantidade necessária de vitaminas, minerais, proteínas e gorduras que o seu bebê precisa;
  • Não vai ter necessidade de acordar de madrugada para fazer a mamadeira. Basta oferecer o peito que o seu bebê já tem leite materno prontinho e na temperatura ideal para se alimentar.
  • O leite materno previne em até cinco vezes a probabilidade do aparecimento de qualquer alergia no bebê;
  • Previne a obesidade infantil e ainda desenvolve a inteligência da criança;
  • A fórmula infantil costuma ressecar as fezes do bebê, ao contrário do leite materno que o intestino do beb~e vai trabalhar direitinho, pois o leite é leve e adequado para a digestão dele.
  • Amamentar protege e preveni a mãe a contrair o câncer de mama e de útero!

Prepare o seu seio para amamentar

A futura mamãe, mesmo no corre-corre diário, deve reservar um tempo e se preparar para bem amamentar. Valerá à pena. Algumas dicas:

  • Existem empresas especializadas em ajudar a futura mamãe a amamentar bem o seu neném. Se possível, procure uma e faça algumas aulas. Irão lhe trazer grande tranquilidade no trato com seu bebê.
  • Se não tiver tempo ou não tiver condições em arcar com as aulas, vão aí algumas sugestões:
  • Assim que souber da gravidez, comece a preparar sua mama para a amamentação ao seio, principalmente se você tiver o bico do seio retraído (quando ele não é muito evidente, meio que para dentro).
  • À hora do banho, faça movimentos circulares com o bico do seio, rode ele para um lado e para o outro. Repita a série com o outro bico do seio. Ainda no banho, passe também uma bucha natural nova, limpa e macia sobre os bicos dos seios, para que eles fiquem mais resistentes, menos sensíveis.
  • Tome banhos de sol no seio, dentro de casa mesmo, em um local reservado, mas com a janela aberta. Os bicos dos seios ficarão mais resistentes e suas mamas produzirão bastante leite.

Amamente corretamente

Normalmente os problemas relacionados à amamentação surgem entre o terceiro e o décimo dia após o parto. Isso porque, quando o bebê nasce, você vai produzir o colostro (um líquido ralinho, de aspecto branco-amarelado; é como a primeira vacina que a criança recebe em vida).

Após o terceiro dia de nascimento do bebê, seu organismo passará a produzir o leite propriamente dito. E quando o leite desce, minha amiga, É UM DEUS NOS ACUDA!!! Ocorre o que cientificamente é chamado de “ingurgitamento mamário” (mamas cheias de leite).

Quando o bebê nascer, peça informações de como amamentar ao seu médico. – Os seios, pesados de tanto leite, parecem “em chamas”. A melhor solução, nesse período, é retirar o excesso de leite e amamentar da forma correta.

  • Dicas para retirar o excesso de leite:

– coloque água bem gelada em uma bacia limpa (nunca utilize compressas quentes);
– pegue uma fraldinha de pano limpa e molhe na bacia;
– envolva seu seio com a fralda embebida com a água gelada da bacia;
– aguarde até sentir que a fralda não se encontra mais fria;
– vá apertando a auréola do seio, procurando pontos doloridos;
– massageie a região com movimentos circulares e retire o excesso de leite, começando da aréola para a base da mama;
– em seguida, coloque os dedos polegar e indicador onde termina a aréola e faça movimentos para o leite sair;
– repita a operação tantas vezes quantas necessárias;
– faça toda a operação com o outro seio.

  • Dica de amiga:

– ao sair na rua, ou quando receber visitas, não esqueça de usar um absorvente de excesso de leite nos seios, que pode ser encontrado em farmácias e em lojas especializadas, ou prepare-se para passar por situações embaraçosas quando o leite começar a jorrar e molhar a roupa que estiver vestindo… (eu já passei por isso; é constrangedor)

ATENÇÃO: QUANDO O LEITE DESCER (DO 3º. AO 10º. DIA APÓS O NASCIMENTO DO BEBÊ) NÃO TOME BANHOS QUENTES E NÃO DEIXE QUE A ÁGUA DO CHUVEIRO CAIA SOBRE SEUS SEIOS, SE ELES ESTIVEREM MUITO CHEIOS (a água quente faz que seu organismo produza mais leite, o que ocasionará ainda mais dor). Não é necessário limpar os mamilos antes de amamentar. O banho diário é suficiente.

  • OUTRAS DICAS:

– COMO SABER QUAL SEIO VOCÊ AMAMENTOU POR ÚLTIMO? TROQUE SUA ALIANÇA DE MÃO, CONFORME O SEIO QUE VOCÊ AMAMENTA. ASSIM, VOCÊ SABERÁ QUAL O SEIO DEVERÁ AMAMENTAR. TAMBÉM É INDICADO FAZER UM DIÁRIO, ANOTANDO O SEIO USADO E A DURAÇÃO DE CADA MAMADA. ASSIM, NÃO RESTARÃO DÚVIDAS.

– SE VOCÊ SENTIR MUITA DOR DURANTE AS MAMADAS (VOCÊ PODE ESTAR COM UMA INFECÇÃO, CHAMADA MASTITE) OU TIVER QUALQUER DÚVIDA, PROCURE IMEDIATAMENTE SEU MÉDICO. NÃO PASSE AGONIA OU SOFRA, VOCÊ NÃO ESTARÁ FAZENDO BEM AO SEU FILHO NEM A VOCÊ MESMA.

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!
Comente