Alimentos orgânicos são mais ricos em nutrientes

Os alimentos orgânicos são efetivamente melhores para a saúde humana e simplesmente por isso deveriam ser consumidos em maior quantidade. Contudo vamos aos fatos, infelizmente, devido à alta demanda alimentar os alimentos de hoje possuem 40% a menos vitaminas e minerais que tinham a 50 anos atrás. Ou seja, a qualidade nutricional dos alimentos diminuiu, segundo relatório publicado pela organização américa The Organic Center. Além disso, a praticidade do industrializado invadiu as mesas e tomou conta das gôndolas de supermercados, com embalagens criativas encantam os olhos apetitosos dos pequenos.

Alimentos processados são ricos em conservantes, sódio e mais um monte de coisas (basta ler o rótulo para perceber isso), mais os pesticidas e agrotóxicos presentes nos legumes, verduras e frutas fazem com que a saúde venha sentir os reflexos. A Agência Internacional de Pesquisas do Câncer (Iarc) divulgou uma pesquisa na qual classifica cinco pesticidas como possivelmente cancerígenos, sendo quatro deles liberados no Brasil. Fonte: Crescer.

Alimentos orgânicos em Jaraguá do Sul e região

alimentos orgânicos

Diante desse quadro, nos resta a solução de aderir aos alimentos orgânicos e é possível encontrar vários deles já. Eles possuem uma certificação especial, no qual passam por vários testes até receber o selo. Na região de Jaraguá do Sul já possui alguns estabelecimentos que já tem essa preocupação. Podemos citar como exemplo a Monte Verde, Nutrimil e também loja online como a Essencial Orgânicos. Nesses lugares é possível encontrar salgadinhos, bolachas, sucrilhos, sucos, macarrão instantâneo, arroz, feijões e mais uma variedade enorme de produtos.

Todas às sextas-feiras no Jaraguá do Sul Park Shopping, a partir das 10h, acontece uma feirinha no subsolo com alimentos orgânicos frescos.

Nessa mesma ideia nasceu a Grãos de Gente, uma fábrica de papinhas de bebê, porém, orgânica! Os alimentos têm sabor de verdade. As papinhas são separadas conforme as fases do bebê, tem desde a introdução alimentar com alimentos mais pastosos até a fase maior, onde já consegue mastigar os pedaços. São saborosos e nutritivos, eu já experimentei e a Catarina gosta também. Abandona as papinhas de supermercado sem sabor e totalmente estranhas. Experimenta, você não vai se arrepender!

Um prato de saúde à mesa do seu filho

Os alimentos tem um valor superior ao dos industrializados ou com pesticidas e herbicidas, sim. Porém, ao analisar o valor nutricional do orgânico, vai perceber que o seu filho estará ingerindo maior quantidade de vitamina C, por exemplo. Consequentemente a imunidade dele irá responder com maior facilidade.

Sendo assim, seu filho além de não ficar tão facilmente doente, irá ajudar com que você não gaste tanto com remédios e médicos. Gostei muito da frase da nutricionista Denise Carreiro “Somos formados de nutrientes, não de remédios. O que significa esse “mais caro” quando você vai promover saúde para uma criança? Precisamos entender a importância de dar base adequada para formação e ação de todas nossas células.”. Ao  compreender que o corpo depende de um bom alimento para ter saúde e disposição, daremos maior valor aos alimentos que consumimos do que aquelas embalagens práticas.

Não está convencido ainda?

10 motivos para consumir alimentos orgânicos

  1. Evita problemas de saúde causados pela ingestão de substâncias químicas tóxicas. Pesquisas e estudos tem demonstrado que os agrotóxicos são prejudiciais ao nosso organismo. Os resíduos que permanecem nos alimentos podem provocar reações alérgicas, respiratórias, distúrbios hormonais, problemas neurológicos e até câncer.
  2. Alimentos orgânicos são mais nutritivos. Solos ricos e balanceados com adubos naturais produzem alimentos com maior valor nutritivo.
  3. Alimentos orgânicos são mais saborosos. Sabor e aroma são mais intensos – em sua produção não há agrotóxicos ou produtos químicos que possam alterá-los.
  4. Protege futuras gerações de contaminação química. A intensa utilização de produtos químicos na produção de alimentos afeta o ar, o solo, a água, os animais e as pessoas. A agricultura orgânica exclui o uso de fertilizantes, agrotóxicos ou qualquer produto químico; e tem como base de seu trabalho a preservação dos recursos naturais.
  5. Evita a erosão do solo. Através das técnicas orgânicas como rotação de culturas, plantio consorciado, compostagem, etc., o solo se mantém fértil e permanece produtivo ano após ano.
  6. Protege a qualidade da água. Os agrotóxicos utilizados nas plantações atravessam o solo, alcançam os lençóis d’água e poluem rios e lagos.
  7. Restaura a biodiversidade, protegendo a vida animal e vegetal. A agricultura orgânica respeita o equilíbrio da natureza, criando ecossistemas saudáveis. A vida silvestre, parte essencial do estabelecimento agrícola é preservada e áreas naturais são conservadas.
  8. Ajuda os pequenos agricultores. Em sua maioria, a produção orgânica provém de pequenos núcleos familiares que tem na terra a sua única forma de sustento. Mantendo o solo fértil por muitos anos, o cultivo orgânico prende o homem à terra e revitaliza as comunidades rurais.
  9. Economiza energia. O cultivo orgânico dispensa os agrotóxicos e adubos químicos. Utiliza intensamente a cobertura morta, a incorporação de matéria orgânica ao solo e o trato manual dos canteiros. É o procedimento contrário da agricultura convencional que se apoia no petróleo como insumo de agrotóxicos e fertilizantes e é a base para a intensa mecanização que a caracteriza.
  10. O produto orgânico é certificado. A qualidade do produto orgânico é assegurada por um Selo de Certificação. Este Selo é fornecido pelas associações de agricultura orgânica ou por órgãos certificadores independentes. Eles verificam e fiscalizam a produção de alimentos orgânicos desde a sua produção até a comercialização. O Selo de Certificação é a garantia do consumidor de estar adquirindo produtos mais saudáveis e isentos de qualquer resíduo tóxico.

 

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂




Comente