4 lições que você pode tirar do filme :: A cabana ::

Conforme havia publicado essa semana no meu Instagram, meu marido e eu fomos no cinema assistir ao filme A Cabana. O livro foi um best-seller e se comparado ao filme é mais rico em detalhes, naturalmente, como todo livro. Tirando que a gente sentiu falta de uma parte chocante (no livro o Mack conta ao policial onde encontrar a perdida Missy) o filme foi fiel em essência e na mensagem.

Muitos criticam pelo fato de querer vender uma teologia barata ou um filme de autoajuda que tem que descer “goela abaixo”. Filmes de drama sempre nos levam a refletir sobre aspectos das nossas vidas. Já muitos cristãos falam das heresias, afinal de contas, Willian P. Young descreveu Deus como sendo uma pessoa multiforme, que no início se apresenta para Mack na figura feminina de uma mulher grande e “aconchegante”.

 

Amor incondicional

612ddf6b46eb354dc4db0d90e4e34bb8

Deus percebe a relação de amor incondicional que existe entre a mãe e seus filhos e dessa forma utiliza para exemplificar o Seu amor por nós. Quando Mack se encontra com a Sabedoria, todo cheio de si e juiz de todos, é colocado na parede ao ter que escolher qual filho iria para o céu e qual para o inferno. Mack na sua incapacidade humana jamais conseguiria fazer isso (nem eu e talvez você também não)… Ele prefere se colocar no lugar dois para perecer no inferno, do que ter que mandar os filhos.

O amor incondicional nos leva a doação completa.

 

Marcas do passado

mombaby

A personalidade do ser humano é composta por quem somos e pelo ambiente em que vivemos. Toda história vivida cria marcas algumas são boas e nos trazem sorrisos quando lembramos, enquanto outras nos machucaram tanto que preferimos enterrar para nunca mais lembrar. Nossos pais contribuíram significativamente para formar quem nós somos hoje. Da mesma forma, nós, como pais, estamos contribuindo para formamos nossos filhos. Como queremos ser lembrados? Que momentos queremos que estejam marcados na memória dos nossos filhos? Quem queremos que eles sejam?

Pensar nisso seja vago quando pensamos apenas olhando deles para o futuro. O que precisamos fazer é pensar nas coisas boas e ruins que nos marcaram. Não repetir as ruins com eles.

 

Um espaço único e exclusivo

Most-Expensive-Royal-Jewels-Top-5-3.Unmounted-Heart-Shaped-Diamond-11-million

Cada filho ocupa um lugar único e exclusivo em nosso coração. Não precisamos dividir o amor porque na verdade ele se multiplica em nossos corações.

Antes de dormir, Mack está conversando com a pequena Missy e ela demonstra curiosidade pelo divino. Ela faz perguntas que Mack ainda não consegue responder porque não tem um relacionamento com Deus. Todos nós desejamos acreditar que existe vida após essa vida. O ser humano se recusa acreditar que essa vida termina aqui. Por isso, muitos estão apostando em criogenia e até em vida após a morte, reencarnação e etc.. Os ensinamentos bíblicos são categóricos quando dizem que “o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo. Hebreus 9:27” E por mais que o ser humano se esforce, precisamos dEle para poder viver a vida eterna que Ele planejou desde o início.

É como se você tivesse um espaço único dentro de você e que a única coisa perfeita que encaixa ali é a Presença de Deus, em sua vida, sua família, em seu casamento e em seu trabalho. Quanto mais nos afastarmos dessa verdade, mais vazios iremos nos sentir.

 

Deus nos chamada para dentro da Cabana

a cabana o filme

Ao contrário do que se fala hoje em dia, nós não nascemos para nos satisfazer a nós mesmos, nem para encontrar sentido nas coisas materiais. Nós fomos feitos à imagem e semelhança de Deus para vivermos um relacionamento íntimo e pessoal com Ele.

Nós pais somos responsáveis de transmitir essa mensagem aos nossos filhos. Não apenas com palavras, mas com atitudes. Que atitudes devemos ter para que nossos filhos não tenham problemas com o Divino?

“Papa”, como é chamado Deus no filme, se apresenta incialmente como uma mulher devido ao difícil relacionamento que Mack tinha com seu pai. Um pai que era carrasco, agressivo, alcóolatra e tantas outras características de um pai que não representa bem a divindade.

Na oração do Pai Nosso, Jesus nos ensina a chamar Deus de Pai. Como você vê uma relação de pai com o filho? Qual tem sido sua postura? De que maneira Deus pode preencher o “seu espaço exclusivo” a ponto de transformar você em um pai, segundo o coração dEle?

Deus está sempre com você, mesmo nas situações que você acha que não. Ele está! Às vezes você não consegue vê-lo porque está concentrado em sua dor. Apenas convide e permita que a presença dEle preencha sua vida!

Esse filme me levou a refletir muito sobre isso. A paternidade de Deus é algo que eu tenho dificuldade de compreender. Meus pais se separaram quando eu ainda era muito criança e cresci vendo minha mãe sendo forte e aguentando todas as pontas sozinhas. A figura paterna para mim é ausente, apesar de eu ter tentado preencher “com possíveis candidatos para a minha mãe”. Era algo impossível.

Agradeço à Deus que meu marido veio de uma família mais estruturada, na qual a figura paterna era presente. Sabe até consigo ver Deus sendo parecido com meu falecido sogro: calmo, tranquilo, paciente, bom ouvinte e brincalhão.

Não existe família perfeita. Somos seres imperfeitos. O filme pode ser imperfeito em vários aspectos também.

A perfeição só está em Um.

  • Precisamos dEle para nos completar;
  • Precisamos dEle para amar incondicionalmente;
  • Precisamos dEle para curar as feridas do passado e nos transformar.
Mãe do Cauê e da Catarina 🙂




Comente