3 desejos de uma mãe de recém-nascido

Durante 40 semanas carregamos aquele bebezinho são tantos os preparativos para sua chegada: berço, carrinho de passeio, bebê conforto, lavar e passar as roupinhas. Tamanha é a expectativa com o seu nascimento, como será seu rostinho, com quem será parecido e tantas outras coisas se passam em nossa cabeça durante esse tempo.

Finalmente nasceu o bebê, a ansiedade passou e agora a expectativa virou realidade. Ao carregar nos braços, um amor tão profundo inunda o seu ser, um amor tão forte que você nunca imaginou que pudesse caber dentro do seu peito. É maravilhoso ser mãe!

Três desejos de uma mãe de recém-nascido

Depois da chegada do bebê em casa, a vida muda e na minha opinião, para melhor! Mas tem alguns pontinhos que garanto que toda mãe de recém-nascido deseja viver novamente:

Dormir à noite inteira

mãe de recém nascido

 

É uma fase na qual o bebê acorda para mamar e se s

 

entir amado, protegido, por aquela que aqueceu o seu ser por tantas semanas. Não tem muito o que fazer, aos poucos ele vai começar a dormir à noite inteira, alguns mais rápidos do que outros. Cada um tem seu tempo! Exaustivo é!

Após o primeiro ano da Catarina, ela resolveu não dormir mais direito às noites, então, a gente criou o próprio método para se adaptar à período: uma cama de casal para a pequena, assim quando ela acorda de madrugada eu ou o pai, deitamos do lado e dormimos. Mas ao mesmo tempo quando ela não acorda, posso dormir à noite inteira na minha própria cama!

Tomar um banho decente

y1ki0g11

Não que a parturiente não tome banho, não é isso! Toma-se um banho tão “flash” que acho que nem o próprio Flash ganha dela. Vai ser assim por algum tempo também, principalmente, se não tem nenhuma pessoa por perto na hora do banho. Se for possível, deixa para tomar banho na hora que o marido ou algum amigo está por perto, por mais que o bebê esteja dormindo, você consegue relaxar por alguns merecidos minutos a mais na água quente.

Comida quentinha

screenshot2013-08-31at2-29-50pm

Como é delicioso uma refeição quentinha e apreciada com tempo, pois é, essa não é uma realidade tão real na vida de uma mãe de bebê. Eu sei que é redundante, mas é para ser mesmo, porque tantas vezes sentei para comer na hora que a mesa foi posta e naquele exato momento, ela acordou ou queria mamar.

Uma realidade que parecia real, que iria acontecer, mas não aconteceu. Frustrante! Contudo, essa fase também passa e fica bem mais tranquilo quando a criança começa a fazer as refeições junto com a família, ou seja, uma colherada para ela, ou para você. Você vai sobreviver, acredite!!!

Parece uma fase interminável, você se sente imensamente cansada, os desejos para que esses três pedidos aconteçam são enormes. Nessas horas, lembre do mantra da maternidade: “Vai passar”. Todavia, quando você menor perceber aquela fase já vai ter passado e você sentirá saudades de quando seu filho ainda cabia nos seus braços.

Os anos começam a passar de forma mais acelerada e você percebe que já está na hora de comemorar um novo ano do seu filho. É maravilhoso ser mãe, ver eles se desenvolverem, crescerem e se tornarem cada mais independentes. Uma verdadeira dádiva de Deus.

img_3726

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey's Anatomy!

Comente